Tags

Todo evento deve ter alguns pontos básicos: data, hora, local e público alvo. Para ser considerado um evento, é necessário definir isso.Após essa fase, começamos a fazer o projeto em si, descrevendo quais os objetivos, estratégias e ações que serão utilizadas, com o intuito de se chegar ao resultado desejado!

É muito mais fácil fazer uma check list, pois assim, você não se esquecerá de nenhum fornecedor importante! Dividimos em:

  • Expediente: motoboy, gráfica, conta telefônica, suprimentos/ papelaria.
  • Serviços: design, cenografia, sinalização, decoração, montagem, credenciamento, alimentos e bebidas.
  • Equipamentos: tradução simultânea, projeção, sonorização, iluminação, efeitos especiais, operacionais e informática.
  • Recursos Humanos: recepção, limpeza, segurança, fotógrafo, mestre de cerimônia, artistas, atrações, intérpretes e manobrista.
  • Infra-estrutura: instalações, móveis, atendimento médico, seguro, brigada de incêndio.

Bom, com essa listinha, devemos montar uma planilha com tudo o que precisaremos, para então começarmos a entrar em contato com fornecedores e orçar tudo o que precisaremos. Vale lembrar que aqui entra o RP, se relacionando com inúmeros públicos, que irão auxiliar em seu evento!

Começamos então a executar nossas estratégias de divulgação, para atingir o nosso público alvo.

Realmente, um evento é igual essa foto, pois são várias atividades, que quando unidas, formam um objetivo concreto, algo mais consistente! Ou seja, se fizermos tudo da maneira correta, ao juntar as partes, a probabilidade do evento dar certo é bem maior!

Mas vale ressaltar que é trabalhoso e muitas vezes, estressante, pois são muitos detalhes para ser visto. Mas acho bem legal essa área que podemos trabalhar também!

Anúncios