Tags

, , , ,

Maria Aparecida Ferrari citou no livro “Relações Públicas: História, teorias e estratégias nas organizações contemporâneas“, que a função do profissional de RP é de planejar e gerir os assuntos públicos, assim como as políticas corporativas buscando a manutenção do relacionamento entre a organização e seus públicos estratégicos.

Tendo isso em mente e observando o mundo moderno, percebemos que as organizações que não respondem adequadamente às mudanças que estão ocorrendo, irão sofrer diante da competição acirrada que o mundo capitalista vive em torno. É necessário a instituição estar sempre aberta a novos modelos e posturas empresariais para sobreviver nesse mercado, analisando o contexto organizacional e social, buscando relações de harmonia por ambas as partes (empresa e público).

Uma empresa que sofreu (e ainda sofre) com a falta de atualização, e perdeu todo seu prestígio na venda é a Kodak. A marca que foi líder absoluta de vendas de câmeras fotográficas analógicas e filmes desde sua criação, sofreu com a entrada da era digital. Marcas como Sony, Phillips, Nikon e Cannon correram para se inteirar da novidade e apesar de estarem sempre inovando e buscando novas tecnologias, passam por um momento de tranquilidade e estabilidade no mercado, ao contrário da Kodak.

A marca que só começou a produzir câmeras digitais em 2006 não está conseguindo acompanhar o rápido avanço do mercado digital, e a cada dia fica mais esquecida no gosto popular. Com isso, vemos a importância de um planejamento estratégico e uma boa construção de relacionamentos, para que a marca esteja sempre inovando e se mantenha no mercado. Assim, cria uma clientela fiel pelo bom desempenho e qualidade de seus produtos.

Trajetória da Kodak no Brasil

É uma pena que a Kodak, que era uma marca inovadora (lembram das máquinas descartáveis e descartáveis a prova d’água?), não tenha acompanhado as novidades e teve sua operação no Brasil reduzida mais de 80%. As empresas devem estar sempre inovando, pois o mundo capitalista moderno busca sempre mais, e quem não estiver preparado, pode acabar sendo engolido por novas oportunidades e empresas mais preparadas.

Anúncios