Tags

, , , , , , ,

Que um bom comercial atrai a atenção e ajuda na venda de produtos, todo mundo já sabe. Mas uma campanha bem feita não se baseia apenas em um filme lindo de 15 segundos. Para se alcançar resultados difíceis, horas são gastas em pesquisas, criações, probabilidades e avaliações. É como ir ao médico… se algo não está bem, fazemos exames, para então diagnosticar, tratar e melhorar. É um processo lento, porém eficaz.

A gigante Coca-Cola está ai para provar isso! (Até a imagem do Papai Noel que conhecemos é fruto dela!) Há anos investindo em publicidade, ganhou praticamente o mundo inteiro e, com o intuito de arrebatar um número cada vez maior de consumidores fanáticos, providencia campanhas nos lugares que ainda não conquistou.

 

Campanha?? Na verdade, seria melhor chamar de milagre!! Abaixo vocês podem conferir o video do resultado da atuação da marca na Austrália, um país que pouco consumia o produto, onde 50% dos adolescentes e jovens adultos sequer o tinham provado até antes dessa campanha acontecer. Ao invés de “Coca-Cola”, os nomes mais populares da Austrália foram impressos nos rótulos das garrafas e, de um dia para o outro, esse era o assunto mais falado em todas as redes sociais, em toda a mídia e em todo o território nacional.

A Cola- Cola convidava todos a dividirem uma Coca com a “Kate”, ou com a “Mel” ou com o “John”, se você conhecesse um deles. Além disso, vários quiosques foram criados para que o público pudesse imprimir uma latinha personalizada com seu nome e filas gigantescas surgiram. Os resultados? Aumento de 7% no consumo entre adultos, 5% de aumento no consumo do produto, 870% de crescimento no tráfico do Facebook, 12.020.000 inserções de mídia espontânea, 76.000 Coca-Colas virtuais divididas, 378.000 latas impressas nos quiosques e um país colorido de vermelho, fazendo a marca, mais uma vez, parte da cultura popular.

Mas a busca pela popularidade, não para por ai. A campanha atual e mais popular da marca até hoje, “Abra a felicidade”, tem como princípio retribuir o carinho dos consumidores. Uma de suas intervenções, criada para Singapura, consiste em instalar máquinas do refrigerante que pedem um abraço em troca de uma latinha. Não preciso dizer que milhares de abraços foram dados e milhares de latinhas, consumidas. Simbolicamente são milhares de consumidores abraçando a marca, mais uma vez.

Podem falar o que quiserem, mas que a Coca é campeã de criatividade, é! Dona de cases que provam o quanto a preocupação com a imagem pode interferir no consumo de um produto e na paixão de seus consumidores. Por isso, comunicadores, lembrem-se que nunca podemos nos acomodar com um resultado. A inovação sempre tem que nos acompanhar se quisermos estar em constante ascensão!!

Abraços para todos!! E boa semana!!

Anúncios