Tags

, , , , ,

O post anterior escrito pela querida RP Mariana Yonezawa servirá de guia para entender o tumulto causado na ultima sexta-feira, 20/04, pela Time For Fun. A empresa está responsável pela venda dos ingressos do show da diva Madonna, os quais acontecerão no Brasil na primeira semana de Dezembro.

A venda antecipada para clientes Ourocard foi cancelada, uma vez que os clientes eram obrigados a pagar taxas de conveniência (nada convenientes) sem obter vantagem alguma. Além dessas, também era adicional ao valor do bilhete a taxa de entrega, caso a opção de receber em casa fosse acionada. Pior ainda:

  1. a empresa não estava disponibilizando meia-entrada
  2. não informava quantos ingressos estavam disponíveis para a pré-venda
  3. não oferecia a venda em dinheiro e cobrava taxa de conveniência em percentual

As práticas consideradas irregulares pelo Procon-SP foram notificadas e a produtora, que já contabiliza 23 penalizações em 10 anos tem uma dívida a ser paga no valor R$ 4 milhões.

“ Pré-venda é uma política discriminatória, provoca desigualdade e afeta a dignidade do cliente. É uma conduta proibida pelo código do consumidor. Todas as empresas de vendas de ingressos praticam essa política e vão precisar seguir as normas, sob pena de autuação.” – finaliza o responsável pelo Procon-SP.

Bom saber que o órgão responsável pela nossa defesa ainda está de olhos abertos. Quanto mais atitudes forem tomadas, menos o consumidor ficará escravo ou vulnerável à enganos.

Anúncios